Você conhece as funções de um ortopedista? Entenda com o médico Sergio Cortes

Para cada problema, existe um médico, e isso todo mundo já sabe. O dentista cuida dos dentes, o oftalmologista cuida dos olhos e o cardiologista, do coração. Mas e o ortopedista, cuida do que, exatamente?

Muitas pessoas acreditam que os ortopedistas são os médicos que tratam, especificamente, dos problemas relacionados à coluna. Bom, a afirmação não estaria errada, caso não estivesse nela a expressão “especificamente”. O médico ortopedista Sergio Cortes explica que a especialidade é, sim, a parte da medicina voltada para as terapêuticas que cuidam da coluna vertebral, porém, ela também trata de todo o sistema locomotor – ou seja, a área inclui tanto os ossos e as articulações, quanto os ligamentos, os tendões e os músculos.

Os médicos ortopedistas, além de fraturas, são os profissionais que tratam, entre outras doenças, da artrite e da tendinite, por exemplo. Dores nas costas; nas juntas; inchaços e desgastes nas articulações; desgaste dos ossos; dificuldade de movimentos; dor muscular; dores na lombar; e lombalgia são alguns dos sintomas que podem ser avaliados por eles, esclarece Sergio Cortes.

Um ortopedista pode atuar em varias áreas. Assim como na maioria das profissões, tudo se baseia na formação de cada médico. Ele pode tratar de pacientes poli traumatizados, tratar das fraturas ósseas simples ou também das mais complicadas, orientar e tratar os pacientes com problemas de postura ou má formação óssea, cuidar da coluna e, até, realizar cirurgias – basta estar apto às tarefas, através das especializações necessárias para cada situação. O ortopedista Sergio Cortes ressalta, inclusive, que, hoje em dia, não é novidade que a especialização seja vista como um importante requisito no mercado de trabalho.

Postura incorreta

A postura incorreta é um dos principais vilões que acarretam alterações na coluna vertebral.  Ninguém aqui pode negar os múltiplos benefícios que as tecnologias – como os computadores, tablets e smatphones – trouxeram para a vida, mas quando o assunto é o sedentarismo, esses aparelhos têm certa dose de culpa.

Muitas pessoas, seja por diversão ou necessidade, passam horas em frente ao computador ou, então, trocam as caminhadas diárias pelo Facebook, Intagram ou Whatsapp – tudo isso “jogadas” nos sofás ou curvadas nas cadeiras e poltronas da casa.

A má postura afeta, especialmente, as regiões cervicais e a lombar. Na região cervical, as consequências podem ser dores, geralmente, difusas e que se irradiam para os ombros.  Já na região lombar, podem acontecer dores – que, em casos extremos, irradiam-se para os membros inferiores – limitação de movimentos e contraturas musculares, aponta Sergio Cortes.

Os médicos alertam que para evitar esses problemas, a má postura deve ser corrigida o mais cedo possível, com as orientações certas sobre a maneira que se deve sentar. É preciso estar atento, por exemplo às alturas adequadas das cadeiras e das mesas – elas precisam ser adaptadas conforme a estatura de cada usuário. Quando estamos em frente ao computador, o ideal é que os pés sempre fiquem apoiados no chão ou em um apoio firme apropriado, já os braços devem ficar flexionados em um ângulo de 90 graus, os punhos necessitam de uma superfície confortável e a tela deve ficar na altura dos nossos olhos. Recomenda-se também alongamentos frequentes e intervalos para a prática de curtas caminhadas, conclui Sergio Cortes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s