Sergio Cortes explica como evitar a dengue na sua casa

Assunto constante em todas as mídias há muito tempo, a dengue continua sendo um problema para todos. E essa preocupação não se restringe ao Brasil, já que também é tema recorrente em diversos outros países, como destaca o médico brasileiro Sergio Cortes. Segundo ele, independentemente do lugar ou da situação, não há meio mais eficiente de combater esse problema do que se prevenir contra ele.
BRASIL-CONTRA-DENGUE
O médico diz que os cuidados devem ser tomados o ano todo, mas durante o verão devem ser redobrados, já que chuva e temperaturas elevadas criam condições ideais para a propagação do mosquito. Sergio Cortes dá ênfase para o fato de que o período de vida do Aedes Aegypti dura entre sete e dez dias, o que pode tornar extremamente eficiente fazer a limpeza dos potenciais criadouros semanalmente. É importante salientar que esse processo deve ser minucioso, pois além de ser muito complicado enxergar os ovos, eles ficam em lugares de difícil acesso, tornando necessária muita atenção na hora da limpeza.
Calhas, telhas, ralos, caixas de água, pratinhos de vasos de plantas, garrafas, pneus, enfim, quaisquer lugares que sejam potencias acumuladores de água devem ser vistoriados, já que em contato com a água o ovo germina rapidamente e nascem as larvas. Após essa transformação é ainda mais complicado fazer o combate, pois além de serem muito pequenas, pelo fato de não gostarem de luz, elas têm preferência pelas bordas dos recipientes quando estes possibilitam a entrada de alguma claridade, e isso dificulta ainda mais fazer uma boa limpeza. Contudo, Sergio Cortes dá atenção especial para um fato que muitas vezes é esquecido pela grande maioria, que é a necessidade de uma conscientização geral, pois não vai adiantar de nada alguns tomarem os devidos cuidados se seus vizinhos não fizerem o mesmo. E isso é algo que abrange não somente os moradores mais próximos, mas sim o bairro e até mesmo a cidade toda, já que um mosquito pode se transportar por grandes distâncias e transmitir a doença para uma pessoa que tomou todas as precauções em sua residência ou mesmo a diversos moradores de um bairro onde todos fizeram sua parte no combate à dengue.
Sergio Cortes diz que para aqueles que estão correndo risco iminente de serem picados, é possível tentar evitar o contágio fazendo uso de roupas que deixem o corpo menos exposto, utilizando bons repelentes, colocando telas de proteção nas janelas e nas portas de suas casas e evitando locais com grande ocorrência de casos da doença. Para finalizar, Sergio Cortes diz que para quem está com suspeita de ter sido contaminado, o melhor a fazer é buscar uma unidade de saúde para ter um diagnóstico. Entretanto, ele também diz que como em alguns casos o resultado pode demorar alguns dias, principalmente na rede pública de saúde, o repouso e uma boa hidratação são fundamentais enquanto se aguarda a confirmação da suspeita, já que isso pode evitar que a doença entre em um estágio avançado e possa até levar à morte.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s