Prevenção de traumas é tema do Encontros O GLOBO Saúde e Bem-Estar: veja como foi o evento que teve participação de Sergio Cortes

As formas mais eficientes de prevenção de traumas, sobretudo os causados por acidentes de trânsito foram tema dos Encontros O GLOBO Saúde e Bem-Estar. O evento ocorreu na Casa do Saber e contou com a presença Sérgio Côrtes, ortopedista especializado no tema, Nelson Goldenstein, psiquiatra e Ricardo Cruz, cirurgião.

Entre os principais pontos abordados foram a imprudência da mistura entre álcool e condução; a falta de revisão e certificação dos itens de segurança de veículo antes de pegar a estrada; a pouca manutenção e o perigo de falar ao celular enquanto dirige. Falar ao celular é tão perigoso do que beber ao dirigir.

Não tem porquê uma pessoa digitar uma mensagem ou e-mail no celular e prestar atenção na via ao mesmo tempo. Um segundou ou dois não são suficientes para desviar de um obstáculo ou atropelar um pedestre.

A importância da Lei Seca

Mais de um milhão de pessoas morrem em acidentes de trânsito em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). As estimativas são que esse número dobre até 2020,mesmo que a quantidade de carros nas ruas não tenha um aumento significativo. Segundo Sergio Cortes, a razão é comportamental os casos poderiam ser evitados com medidas simples.

Para Sergio Cortes a Lei Seca é um ponto importante para a diminuição de acidentes. Antes da lei, estados eram registrados mais óbitos, como em 2007 quando a média era de 82 mortes para cada mil veículos. Em 2014, os números diminuíram para 35 e o Rio de Janeiro foi o estado com maior redução.

Pontos importantes do encontro

Durante o encontro foi ressaltada a importância do uso do cinto de segurança e do capacete. Uma questão levantada pela plateia da não obrigatoriedade do uso dos cintos no transporte público. Sergio Cortes frisou que não é possível colocar o cinto em que está em pé, mas seria importante para quem viaja sentado. O que poderia evitar acidentes graves, a exemplo de Paraty. O acidente deixou 15 vítimas fatais e feriu outras 30, no início de setembro.
O aumento do número de acidentes envolvendo motocicletas também é preocupante. Nos últimos cinco anos, o número de internações de motociclistas cresceu 115%, sendo que a maior parte é composta de homens com idade entre 15 e 39 anos. Fica o alerta para a imprudência que é uma das principais causas desses acidentes.
Os cuidados deve acontecer sempre, mesmo em trajetos de curta distância. Dados apontam que 60% dos acidentes no trânsito ocorrem em distâncias de até três quilômetros de casa. Sergio Cortes ressalta o uso de cadeirinhas apropriadas para crianças e para não tirar a atenção delas no trânsito.

Outro ponto do debate foi a importância de não mover acidentados em acidentes de trânsito. Para Sergio Cortes boa parte das lesões acontecem nesse momento,pois ao movimentar as vítimas, é possível agravar o quadro, inclusive tornando as lesões irreversíveis. Já Ricardo Cruz concluiu que é necessário ter mais publicidade e que ele mostre de forma veemente os riscos de se dirigir embriagado. “Às vezes, é preciso uma imagem chocante para que a gente se dê conta do perigo”, afirmou o médico.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s