Sergio Cortes explica se estalar os dedos é prejudicial para as juntas.

Conforme relata Sergio Cortes um hábito que muitos tem, os famosos “TREK TREK TREK” do estalar de dedos foi alvo estudo pela Universidade de Alberta, no Canadá. Ao contrário do que pensamos, esse som pode até indicar a saúde das juntas, como relata os pesquisadores.

Durante os testes realizados em uma Ressonância Magnética foi observada a formação de uma “bolha” no líquido sinovial (substância que lubrifica as articulações) que causa o barulho – e não o atrito entre os ossos (estudo foi publicado 15/04). Após estalar os dedos leva cerca de 20 min para a “bolha” restabelecer e é por isso que as juntas só vão estalar de vez em quando.

Geralmente sentimos um alívio depois de estalar nossos dedos ou ir para um quiroprata. Segundo Sergio Cortes isto acontece porque quando os dedos são estalados os os órgãos tendinosos de Golgi são estimulados e isto causa o relaxamento dos músculos ao redor da articulação.

Mesmo sendo recente a publicação, essa pesquisa dá suporte científico a uma de 1940 que usou radiografias que observou a mesma “bolha” que fazia as juntas estalar. Sergio Cortes acredita que dois trabalhos valem a pena serem citados são: um estudo publicado na revista “The Wertern Journal of Medicine” 1975, onde um grupo de 28 foram submetidos a exames clínicos e raio x, tendo parte deles o habito de estalar os dedos e outra não. Não foram encontradas diferenças significativas, ou seja, entre os “estaladores” e os “não estaladores” o resultado foi similar. No segundo trabalho, publicado em 1990, foram separados 300 pacientes que também não foi constada ligação ligação entre o o habito de estalar e alterações degenerativas.

Sergio Cortes comenta que nesse segundo trabalho foi observado entre os “estaladores” edema nas mãos e redução da força de preensão manual eram mais comuns. Ele ressalta porem que os resultados obtidos devem ser observados com cuidado, devido ao fato dos “estaladores” serem compostos principalmente por trabalhadores manuais que tendiam a fumar, beber e roer as unhas. Sergio Cortes alerta que trabalhos apresentados não oferecem respostas definitivas.

Richard Thompson um cientista envolvido no estudo afirma que as pessoas nãos gostam do barulho porque “acham que há algum dano sendo feito”.

Segundo Kawchuck outro cientista do estudo, ainda esta em estudo se a incapacidade de fazer estalar as juntas pode estar relacionados a problemas de saúde.

Pesquisadores que realizaram a pesquisa acreditam que o experimento pode ajudar a descobrir problemas nas juntas antes de os sintomas aparecerem. Além de poder ajudar a revelar o porque do desenvolvimento de artrite nas articulações e lesões.

Por último Sergio Cortes fala também sobre estalar o pescoço e o alerta que alguns quiropratas tem se mostrado. Estalar constantemente o pescoço pode significar uma síndrome de hipermobilidade nas articulações ou pode ter muito espaço entre ela que podem sair do alinhamento. Os músculos ao redor das articulações do pescoço podem apertar demais para segurá-las no lugar, podendo causar tensão no pescoço.

Sendo assim, estalar suas articulações do pescoço não te causará uma artrite, podendo acarretar porém um torcicolo leve todos os dias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s