Sergio Cortes comenta o novo estudo sobre a paternidade e o ganho de peso.

É sabido que as coisas mudam depois do casamento. Se a mulher engorda por causa da gravidez, o homem adquire também gordura localizada depois do nascimento dos filhos. Essa imagem vem a nossa mente de maneira natural e existe uma explicação para ela.

Segundo a pesquisa realizada pela Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, e que foi recentemente publicada no Jornal Americano de Saúde Masculina, a paternidade engorda os homens casados. O médico especialista no assunto, Dr. Sergio Cortes, explica que o estudo acompanhou cerca de 10 mil homens durante 20 anos, medindo o peso deles e seu índice de massa corporal (IMC).

O IMC é um importante medidor de saúde, ele diz se o peso está ideal, abaixo ou acima. Não só isso, quanto maior for o IMC, maior é o risco de desenvolver doenças do coração como também câncer ou diabetes.

 

Paternidade

O peso dos homens do estudo foi medido em quatro momentos distintos de vida deles, explica Sergio Cortes. O estudo começou no início da adolescência, depois houve outra medição do peso quando esses homens se encontravam na casa dos 20 anos e, finalmente, quando chegaram aos 30 anos. Tanto o peso quanto a massa corporal foram medidos e os resultados foram que os homens que se tornaram pais engordaram mais em comparação aos que participaram do estudo e se mantiveram longe da paternidade. Não somente o peso e o IMC foram levados em conta, outros fatores como cor, escolaridade, idade, renda e estilo de vida também entraram nesse estudo.

“Não só a diferença entre pais e não-pai foi notada” explica Sergio Cortes, “mas os pesquisadores separaram em quatro tipos distintos os homens do estudo: aqueles que eram pais, os que não eram, os pais que moravam com os filhos e os pais que não moravam com os filhos”.

O estudo apontou um aumento de 2,6% do IMC dos homens que vivem com os filhos contra um aumento de apenas 2% do IMC dos homens que não vivem com seus filhos. Essa média segue um dado do estudo que aponta que um dos homens estudado que media 1,83 metros e que vive com o filho, ganhou cerca de dois quilos ao se tornar pai. Quanto ao homem da mesma altura que não vive com seu filho, engordou cerca de 1,5 quilo após sua paternidade. “Tão interessante notar esses dados como ler o dado seguinte que diz que o homem sem filhos que segue os mesmos padrões desses dois homens com filhos, perderam peso no período correspondente” explica Sergio Cortes.

Como especialista, Sergio Cortes observa o fato de que esse estudo da paternidade e ganho de peso foi bastante revelador, com dados comprovados e que mostra uma outra realidade masculina após se tornarem pai. Existem outros estudos que relacionavam o aumento do peso com o casamento e que são conhecidos, mas esse da paternidade foi o mais marcante.

Ainda,  Sergio Cortes comenta que com o casamento e a paternidade, as prioridades dos homens mudam. Não tem tanto tempo para cuidar de si mesmos e passam a cuidar da família. Fatores esses que ajudam ao desenvolvimento dos quilos a mais, com práticas mais relaxadas de alimentação, pouco tempo para exercícios físicos e mudanças de hábitos em vista da nova posição social.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s