Sergio Cortes fala sobre o surto da Dengue em 2015.

Dengue

O número de casos da dengue aumenta a cada dia, Sergio Cortes reporta que o Ministério da Saúde divulgou aumento de 745,9 mil casos de dengue no primeiro semestre deste ano. Em comparação ao ano de 2014, os casos da doença tiveram um aumento de 234,2% em relação aos primeiros meses do ano de janeiro a março.

Mais de 400 mil pessoas obtiveram a doença só neste ano. Os casos de morte dobraram e podem aumentar ainda mais. Devido a esta gravidade o Ministério da Saúde já fala de uma epidemia, principalmente na Região Sudeste, onde os índices são maiores do que nas outras regiões. No estado de São Paulo foram registrados 60 mil infectados pela dengue, um dos maiores índices.

Foram registrados 229 casos de mortes da doença nos primeiros quatro meses de 2015, em São Paulo foram 169 casos, em seguida 15 casos em Goiás, 8 em Paraná e 8 Minas Gerais também. O Ministério da Saúde declarou que serão investidos mais recursos para as prevenções.

Sergio Cortes diz que o Instituto Butantan desenvolveu uma vacina que poderá ajudar no combate à dengue, já foi testada em humanos que responderam bem aos quatro tipos de vírus da doença. O Instituto aguarda a autorização da ANVISA, onde conta com o apoio do governador de São Paulo Geraldo Alckminn.

É necessário que a população identifique o mais rápido possível os primeiros sintomas. Quanto mais cedo diagnosticar a doença melhor será a eficácia para o seu combate, diz Sergio Cortes. Os principais sintomas da doença são dor intensa na barriga, sinais de desmaio, náusea que impede a pessoa de se hidratar pela boca, falta de ar, tosse seca e sangramento nas fezes.

Assim que identificar alguns desses sintomas deverá consultar o médico para que seja encaminhado para um laboratório de sorologia onde será realizado um exame de contagem de plaquetas e hematócritos no sangue. O exame feito em laboratório e os sintomas da doença serão os fatores que determinarão a situação do paciente.

A dengue ou Aedes aegypti parece um pernilongo e possui a cor preta e listras brancas. As picadas são apenas causadas pelas fêmeas do mosquito. Foi observado que os mosquitos ficam em águas paradas independente de estarem limpas e preferem todos os tipos de lugares escuros, como atrás de portas, sofá, geladeira, armários e embaixo de camas.

Sergio Cortes reforça que é importante lembrar que eles gostam de plantas, eles se nutrem do néctar para ter forças e habilidades em deslocamentos, explica o biólogo e entomologista Fernando Bernardini.

Além da limpeza feita nos pratinhos dos vasos e retirar a água acumulada também é viável limpar as folhas com água e detergente usando esponja.
Torna-se indispensável o uso de repelentes e inseticidas, tomando precauções e lendo os rótulos, pois não são todas as pessoas que podem usar inseticidas. Uma boa opção, segundo Sergio Cortes, é borrifar o inseticida nas paredes, atrás e embaixo dos móveis e portas. O repelente é ideal para ficar ao lado de fora ou em um passeio respeitando sempre as instruções e idade adequada do produto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s