Sergio Cortes explica: O que é tendinite?

O vicio da conectividade está causando mais problemas do que as pessoas podem imaginar. Passar horas digitando mensagens no smartphone não é uma prática recomendada. Entre muitos problemas físicos que podem ser causados por esse vício está a mialgia (dor muscular em qualquer parte do corpo), artrite (inflamação das articulações) e a tendinite (inflamação dos tendões). Essas doenças são conhecidas, mas tornaram-se mais frequentes com o uso desenfreado dos celulares, já que boa parte da população gasta muito tempo do seu dia digitando e mandando mensagens para outras pessoas.

O médico especialista em ortopedia, Dr. Sergio Cortes, explica que digitar usando somente o polegar pode causar tendinite. O uso repetitivo do polegar causa desgastes nas articulações, o inchaço e as dores. Não se trata somente da digitação, mas da forma com que o aparelho é segurado, restando somente ao polegar a função de navegação e digitação. Não é incomum pessoas reclamarem de dores na mão e que seguem até o pulso por uso constante do celular.

Sergio Cortes explica que a tendinite é uma inflamação do tendão, uma estrutura fibrosa que une o músculo ao osso. Uma vez o tendão inflamado, existe baixa mobilidade na área atingida e uma dor constante. Como o tendão não é tão maciço como o osso ou tão elástico como os músculos, ele sofre mais por inflamações, com inchaços e dores quando forçado repetidamente ou sem o alongamento necessário depois de horas de tensão acumuladas. A tendinite é uma das doenças listadas no grupo do LER – Lesão por Esforço Repetido. Os lugares mais comuns para a tendinite aparecer são os punhos, cotovelo, ombros, joelho e tornozelo.

Com o crescente aumento clínico devido às práticas viciantes no celular, o Dr. Sergio Cortes explica que não somente o uso abusivo do celular pode levar à tendinite, mas que outras más práticas podem ocasionar a lesão em outras partes do corpo. “Passar muito tempo no computador pode ocasionar tendinite”, diz o Dr. Sergio Cortes “sem a pausa para os alongamentos, a doença pode se desenvolver”. Como nem sempre é possível sair de frente do computador por causa do trabalho, é necessário fazer alongamentos de cerca de 20 minutos a cada 2 horas para suavizar a tensão nos tendões e evitar dores. Postura inadequada é também uma vilã e pode trazer as dores da tendinite. Preocupar-se em sentar direito, ter onde apoiar os braços e manter as costas eretas é uma prevenção para uma futura lesão.

Em sinais das primeiras dores, é recomendado a busca por um profissional para diagnósticos. “Após diagnosticada a tendinite, a principal medida de tratamento é o repouso” explica Sergio Cortes. “É recomendando também bolsas de gelo para diminuir a inflamação e analgésicos simples, mas o repouso é mais necessário”. Por pedir repouso, é pedido também que o paciente se comprometa com o tratamento e tenha bom senso para que as dores não voltem se ele voltar a insistir nas práticas que ocasionaram a tendinite. Segundo o médico Sergio Cortes, a tendinite não for tratada adequadamente, pode ficar crônica.

E como prevenir a tendinite? Confira novas dicas de Sergio Cortes!

Dias e dias repetindo os mesmos movimentos. Seja carregar caixas, digitar no computador, escrever relatórios à mão, ou organizar documentos. Esses movimentos que parecem pouco desgastantes ao corpo, quando levados em consideração em uma escala de tempo longa, podem acarretar lesões incômodas e persistentes: as conhecidas tendinites.

O Dr. Sergio Cortes – especialista no assunto – alerta que são justamente esses movimentos repetitivos os principais causadores das tendinites. “O perigo está justamente em deixar de tomar cuidado quando realizamos tarefas rotineiras e simples, como os movimentos demandam pouco esforço é propício pensarmos que são inofensivos ao corpo”.

As tendinites são inflamações de um ou mais tendões, diz o Dr. Sergio Cortes. Normalmente iniciam com um processo de sobrecarga do tendão, ou seja, um uso crônico e prolongado dos movimentos ligados aquele tendão. Sergio Cortes afirma que o próprio corpo apresenta sinais de que os tendões estão sendo estressados. “Começa com uma leve dor, um alarme do corpo, mas como na maioria das vezes essa dor é suportável as pessoas não fazem nada.”

Nesse “não fazer nada” que reside o perigo. Uma vez instaurado o quadro de inflamação nos tendões é bem comum que se torne reincidente. Até porque no local onde ocorrem as tendinites são os de maior uso por parte do paciente no dia-a-dia. O ideal é sempre estar atento aos sinais do corpo e procurar maneiras de prevenção, pois uma vez existente a inflamação dos tendões torna-se uma doença com tratamento, mas de difícil cura.

O Dr. Sergio Cortes explica que trabalhos que exigem movimentos repetitivos devem ser acompanhados de alongamentos para fortalecer os tendões da área utilizada. Para uma prevenção eficiente se faz necessário alongamentos que giram em torno de 40-50 minutos por dia, pelo menos três vezes por semana. Pode parecer bastante tempo gasto em uma semana, contudo, levando-se em consideração o tempo que será perdido e as dores que o paciente crônico da tendinite possui, torna-se um bom negócio optar pelos alongamentos.

Outra alternativa para vencer na batalha contra a inflamação nos tendões é a prática de academia. Aliando a prática de academia junto com os alongamentos as chances de desenvolver a doença são bastante reduzidas, evita-se a probabilidade de no futuro necessitar de um tratamento com anti-inflamatórios e sessões de fisioterapia. O Dr Sergio Cortes diz que os pacientes que desenvolvem a tendinite tendem a reclamar e se arrepender por antes não terem buscado medidas de prevenção. É uma doença que causa bastante prejuízo no decorrer do trabalho. “Atrapalha o tempo todo, dói”, afirma o bancário Elton Griebeler que trabalha todos os dias com o uso do computador.

O principal, reitera Sergio Cortes, é estar atento aos sinais que o seu corpo está lhe passando. Uma leve dor em algum dos tendões já um sinal de que algo não está correndo bem, nesse momento que o ponto limítrofe surge: ou se faz alguma coisa a respeito, ou o quadro de inflamação nos tendões vai sorrateiramente se instaurando.

Você usa muito o computador, faz movimentos repetitivos em sua rotina? Alongamentos, academia: sinônimos de prevenção da pedra que pode ser inserida em seu sapato: a tendinite.

Dor nas costas: um tormento para muitas pessoas que pode ser resolvido, por Sergio Cortes

Se você fizer uma enquete com seus parentes e amigos – assim, sem nenhuma preocupação metodológica – sobre se a pessoa sente ou já sentiu dores nas costas, vai levar um susto. Para o Doutor Sergio Cortes, especialista no assunto, uma grande parte da população mundial sofre com problemas de coluna.

Sergio CortesA vida sedentária, o sobrepeso e a má postura são apontados como os principais responsáveis. O estilo de vida moderno exige que fiquemos mais tempo sentados nos escritórios, nos carros, na frente da televisão ou do computador. E vamos ficando cada vez mais sedentários, mais obesos, mais doloridos.

Segundo Sergio Cortes é preciso consciência de que não basta resolver a situação de forma imediata através da ingestão de analgésicos. Cada dia que passa sem que se faça uma adequada alteração em nossos hábitos o problema vai se agravando. A partir daí, somente intervenções mais radicais como cirurgias vão minimizar as dores.

A proposta, na visão do dr. Sergio Cortes, é de que as pessoas devem tomar consciência que pequenas atitudes realizadas sistematicamente são o melhor analgésico. Não é preciso alterar drasticamente o modo de vida para melhorar a sua qualidade. Por exemplo, introduzir a atividade física nas nossas tarefas cotidianas, na grande maioria dos casos, é o suficiente para minimizar e até resolver o problema das incômodas dores.

Mas Sergio Cortes adverte que a primeira atitude de quem sofre com dores na coluna é a de procurar ajuda profissional. “Cada caso é diferente do outro e cada diagnóstico vai sugerir qual a atividade mais indicada para reduzir o impacto na coluna”, diz o médico. Esse impacto negativo pode ser consequência de um dos fatores já apontados, como a má postura, o sobrepeso e a falta de exercícios físicos. Para o doutor Sergio Cortes, este primeiro passo é indispensável e somente um especialista pode indicar a atividade mais adequada, além de dar outras orientações importantes.

Atividades físicas
Já é consenso hoje entre os profissionais da área de saúde de que bons resultados não aparecerão somente se você se tornar um atleta! Caminhar duas a três vezes por semana é bem melhor que nada. Deixar o carro em casa e fazer a pé curtas distâncias já faz diferença. Você já tentou subir as escadas ao invés de pegar o elevador ou descer uma parada antes da sua e caminhar o restante do percurso? Todas estas pequenas mudanças já são muito importantes.

Na opinião do médico especialista Sergio Cortes, uma boa postura ao caminhar, sentar e dormir e atividades como musculação, pilates, natação e hidroginástica são as mais indicadas. Muito importante também são os exercícios de alongamento. Ao acordar, antes de sair da cama, procurar alongar braços, pernas, “espreguiçar”, bem como fazem os gatos quando vagarosamente se “espicham”. Outra atitude recomendada pelo especialista é o de fazer todas as atividades acompanhado de um bom instrutor.

Para finalizar, o Doutor Sergio Cortes também aconselha que o paciente, ao realizar sua consulta, explique ao médico que tipo de profissão tem, quais as atividades que exerce em seu dia-a-dia. É importante que o médico saiba se o paciente fica muito tempo sentado, se carrega peso, se caminha muito. Para cada situação existe um diferencial que vai ajudar a protelar ou até eliminar as indesejáveis dores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s